terça-feira, 30 de novembro de 2010

Não há palavras!

Lembro só da minha mãe (ou parentes) contando da vez que meu irmão sumiu na praia. Éramos pequenos, ele tinha 4 ou 5 anos. Ou menos. Foi de repente que minha mãe percebeu que ele tinha sumido e começou a busca desesperada! Uns minutos depois o encontraram na barraca dos salva vidas, quietinho, brincando. Nem um pouco assustado.

A minha pequena é danada! Um dia ela me passou um susto no supermercado, onde ela sempre conseguia fugir de mim e dar 'aquela' sumida. E eu? Desorientava, né? Mas acho que eu nunca fiquei tão desesperada como hoje...

Vim pra casa de carona. Minha mãe ia buscar o carro do meu irmão na oficina, depois passar na casa da minha avó, depois visitar meu avô no hospital. Vai chegar em casa tarde.

O esquema aqui em casa é o seguinte: a Zélia fica até chegar alguém pra ficar com Sofia. Acontece que não é obrigação dos meus irmãos (que são os q podem chegar mais cedo). Na maioria das vezes eles chegam e vão pra cama. E hoje foi mais ou menos isso tbm.
E daí que quando cheguei em casa, o irmão pergunta "Cadê a pequena?" eu acho que é brincadeira, pq ele costuma fazer isso msm, não dou mta bola.
Só que... a pequena não estava no nosso quarto, nem dormindo, nem no quarto dele (no caso de zoação), nem no do padrinho, nem no da minha mãe. Procurei pelos 20 cômodos da casa + 2 varandas + área de churrasco + terraço... NADA!
Me desesperei qndo pensei em procurar, olhando da janela do quarto da minha mãe, no terreno lá embaixo... credo! Procurei de novo em todos os cômodos, dentro do guarda roupa, atrás da cama e debaixo delas e por aí foi...
Desespero pensando se ela foi pra casa da amiguinha, se alguém entrou aqui... o que aconteceu, pelamordedeus?
Como o irmão que tinha chegado cedo passou a tarde dormindo, ele não sabia se minha mãe tinha passado aqui e buscado a pequena (não achava isso provável), se alguém tinha vindo aqui, se a Zélia tinha levado a pequena...
Qndo ia ligar pra mãe, o padrasto ligou em casa e eu tive que engolir o desespero pra falar com ele pq, se ele soubesse o motivo do meu desespero, o que faria lá de longe (BA)? Conversei normal, desliguei e corri ligar pra mãe, que não tinha vindo aqui e tbm desorientou e não me deixava nem ligar pra outras pessoas pra ter alguma idéia, pq não desligava ou, qndo desligava, ligava de novo. Liguei pra Zélia mas... celular desligado... Liguei pro namorado que falou que vinha pra cá na HORA! E aí, conversando com a mãe (de novo), a LUZ!! Tá com a minha irmã!

Eu, que ja tinha chorado tanto, de deixar os vizinhos ouvirem meu desespero, gritava o nome da pequena, corria pela casa e já tava sem forças pra nada, liguei no celular que, obviamente, não atendia... Ainda bem que eu tinha gravado no meu celular o telefone do lugar onde ela está agora. Pq se tivesse q procurar em algum lugar, com certeza tbm não ia achar!
O bom é que ela é conhecida no lugar. E minha pequena tbm. Perguntei na recepção e a moça confirmou que as duas estão lá...

Sabe... numa situação dessas, a primeira coisa que vc quer fazer é SOCAR QUEM LEVOU SUA CRIA E NÃO TE AVISOU!!! Mas não posso fazer isso pq minha irmã é mais Dori que eu... JURO! Eu já pedi pra ela me avisar qndo for sair com a pequena... eu sou terrivelmente medrosa qndo o assunto é minha filha! Mas minha irmã sempre esquece de avisar...
ÓBVIO que ela chegou aqui, viu o irmão apagado, pensou na pequena sozinha e... LEVOU! Pq não deixou um bilhete? Pq não ligou pra avisar?
Na boa... se ela tivesse VISTO o meu desespero, entenderia. E NUNCA MAIS faria isso! Eu espero que nunca mais faça, pq vou conversar sério com ela.

Pode parecer simples... toda terça feira ela vem pra cá e depois passa aqui em casa (normalmente antes tbm, que foi o q aconteceu). Não é a primeira vez que ligo lá nesse lugar procurando a pequena. Era pra ter caído a minha ficha logo. Mas não entendo... talvez o cansaço de um dia inteiro de ralação mais que o normal tenha me feito perder mais neurônios e eu simplesmente esqueci.

É ruim... é MUITO ruim a sensação de impotência numa situação dessas, mesmo que por 10 minutos (como foi o que durou aqui). Parecem hooooras... Ver os brinquedinhos espalhados e não entender o que pode ter acontecido. Deus me livre!

Mas agora já tá tudo 'bem'. Meu emocional ainda tá entrando nos eixos (vcs sabem que sou meio dramática? Eu sou... e desoriento fácil e penso bobagens fácil tbm... um saco isso) mas vou ficar bem... Agora é só esperar as daminhas chegarem pra ter uma conversa séria com as duas. Ufs...

12 comentários:

Lilah disse...

Meu Deus, que situação terrível!
Eu perdi o Vic uma vez no shopping, ele tinha uns 7 anos. Mas ele era muito safo...subiu na mesa da praça de alimentação e começou a me berrar. Achamos rapidinho.
Que susto, hein miga! Agora fica bem!

Giuliana: disse...

Que situação!

Não sou mãe, mas imagino o quanto é desesperador perder a cria de vista. Na hora, mesmo com cansaço ou não, ninguém consegue raciocinar de maneira lógica e coerente.

Ainda bem que estava com sua irmã e está tudo bem. Dá uma puxadinha de orelha para que não te deixem passar por isso novamente.

Beijos.

Fernanda Reali disse...

Nunca desgrudo dos meus, em lugar nenhum e com ninguém. Aí, uma dia, na saída da escola, DENTRO do pátio da escola, perdi o Guga, Todas as crianças com o MESMO uniforme, barulheira infernal, impedindo que ele ouvisse meus berros Gugaaaaaaa e nada do menino aparecer. 10 enormes minutos depois, sai Guga do banheiro (onde eu já havia ido e chamado, sem ouvir nenhuma resposta). Só matando! Lógico que dei castigo e daqueles!

Jurubeba disse...

Que Desespero!!!!
Gezuis eu ia ficar neurótica se uma coisas dessas acontecesse comigo. Quando fico de olho em criança eu até exagero no zelo e gosto de avisar sempre os pais delas. De qualquer coisa.
Achei um absurdo sua irmã não avisar, nem deixar um bilhetinho, custa?
A cada linha que eu lia eu ficava tensa junto com você!
Acho que as duas merecem um sermão sim!

Beijos

Roberta M. disse...

Putz, que desespero, sei bem o que é isso, meu filho é mestre em sumir, parece um sabonete de tao escorregadio!! Uma vez se perdeu no Walmart, eu já tava no desepero total, chamamos no microfone que estávamos em frente a drogaria, o menino ouviu, mas como nao sabia o que era drogaria, continuou sapecando pelo mercado até o pai acha-lo!! Loucura!! Beijocas

vidadeesposa disse...

Oi Telminha, minha irmã sumiu uma vez na praia, nos brigavamos mto e minha mae me deixou cuidando do guarda-sol, caso a minha irmã voltasse...chorei tanto, desesperada...todo mundo chorando, cada um pra um canto da praia....e depois de algumas horas, vem meu pai, lá no fim da praia, com minha irmã no colo. Ela tinha ido pra BEM longe e graças a Deus um salva vida a encontrou e a levou para a base dele. Foi Deus, mas um desespero pra todos....ela tinha 4 ou 5 anos e eu tinha uns 8 ou 9. Neste dia eu vi o quanto a amava e não queria perde-la, por mais que nos brigavamos....é complicado, imagino sim o seu desespero. Lembrei da minha mãe, chorando loucamente por não saber onde ela estava e sem saber por onde começar a busca...

Beijos e que bom que tudo se resolveu =)

Valéria disse...

Nossa Telma, sustão msm, vem td de ruim em nossa cabeça numa hora dessa né, Deus me livre, até q graças a Deus a Lê nunca me deu um susto assim não, mas morro so de pensar, é desesperador.

Bjs

***... Nana e Nenê ...*** disse...

Noooooooooooooossa ow...
Com o perdão da palavra.. Puta que pariu!!! Eu surtava!!!!!!!!!!!
Se falar com a Sheila num surte efeito, conversa com a Sol e incute nela essa responsabilidade de te informar aonde ela vai...
Naum sei o q eu faria no seu lugar...
Gosto nem de imaginar a situação...

JOANA CAMPOS disse...

Oi Dori...caramba que post!
Olha um vez perdi meu mais velho de 6 anos...no carrefour, por uns 3 ou 5 minutos no máximo...DESESSSSPEREI....aff

Amiga tenho que comentar rapidinho...pois como vc viu...meu pc ta fudido, todo o disco rigido comrrompido, nao abro anexo e nem salvo nad, fora as pastas perdididas....aff

beijos

Joana Campos

Kelly Cristina disse...

Amigaaa do céu entendo exatamente o que vc passou, pois um dia aconteceu comigo, deixei meu filho mais velho (8anos) em casa e falei vou buscar seu pai ali na esquina, seu irmão na escola e vou trocar o teclado do computador, tudo bem???
Ele respondeu: Tudo!

Eu avisei que ia demorar um tiquinho.

Blz, saí e fui fazer tudo que havia dito, mas na hora que íamos embora o que aconteceu, meu carro não ligava e quando olhei no celular 3 chamadas perdidas de casa, liguei na hora e nada, ninguém atendia, daí coração já começou a acelerar, vc sabe né...tudo começa a dar junto!!! Marido foi atrás do mecânico, eu ligo pra vizinha do predio da frente e peço pra ela olhar na minha sacada e ver se a luz estava acesa, nada tava tudo apagado, finalmente quando o carro pegou, saímos praticamente igual o Schumakker, e eu tentando ligar, nisso pra minha casa, aí me atendem o telefone e eu falo: Filho é vc, a voz do outro lado da linha responde, vá se f....., eu chocada já com lagrima no olho, falo pro marido: -Amor atendeu um homem na nossa casa e mandou eu me f.....!!!! DAí ferrou entrei em panico, quando marido entrou na garagem do predio eu abri a porta com o carro andando e saí que nem doida correndo, chego em casa quase sem ar, pois são 15 andares, e abro a porta, tudo escuro, acendo a luz da sala, os cadernos dele jogado e o tenis no chão, chamo aqui, chamo ali, daí já começo a gritaaaaaaaaarrrrr o nome dele marido chega com o caçula e eu igual doidaaaa, já querendo chamar a policia imaginando o pior pois falei meu Deus ele foi sequestrado, o cara que atendeu o telefone levou ele, mó loucura, quando de repente a porta da vizinha da frente abre e ela me diz calmamente:
- Oi Kelly tudo bem, só pra avisar que seu filho tá aqui!!!

Amiga não sabia se socava ele ou se abraçava, mas na hora dei um chacoalhão mesmo e falei NUNCA MAIS ME FAÇA ISSO, QUASE MORRO DO CORAÇÃO! Logo em seguida abraçei e beijei muito ele...mas a sensação foi horrivel, um desespero inimaginável, Deus me livre...affffff!!!!!

Mas o bom é que tudo acabou bem para vc e relaxa agora...bjokas e a gente se tromba no twitter...rs!!!!!

Casa de Catarina - lelê disse...

Q susto amiga! Meu Deus, nem me fale! Fiquei com medo só de ler... que aflição!

Sobre a máquina... posso te dar um conselho? Encomendei uma baratex, deu errado. Era made in china, não sabia como era o esquema e pedi o dinheiro de volta... ainda bem! Acabei comprando uma singer, mesmo mais cara, achei melhor. A máquina da Fe, acho que é um pouco mais barata e é ótima! Acho que a Paty tem igual... a minha foi uns 400 reais na época. Outra coisa, é tentar comprar usada, pra ver qual é a da máquina, mas não encontrei... vou voltar a mexer com ela em breve, vc vai ver!
Compra sim!
Beijos
lelê

Priscila disse...

Imagino o seu desespero, Dori.
Só de ler ficou com o coração na boca!
Outro dia passei por um aperto desses. Estávamos numa festa no salão de festas do prédio e o Gui desapareceu. Saímos cada um pra um lado procurando e depois de alguns minutos alguém ligou dizendo que estava com ele no apartamento, pra buscar alguma coisa pra festa. Medo!!!
A Sofia é muito linda!!
Bjs.